Marte em Aquário: sejamos todos bambu

Neste 11 de setembro, aniversário de um evento terrível, quem está em evidência é justamente o planeta mais guerreiro do Zodíaco: Marte, que rege nossa vontade e iniciativa. Após passar todo aquele período retrógrado, Marte volta a ingressar em Aquário, signo das causas humanísticas, das revoluções, do futuro. O que este guerreiro com causa vai aprontar?

Hokokuji_Bamboo_Forest_KamakuraDominioPublico
Para lidar com a teimosia e a rigidez alheia, devemos ser flexíveis como o bambu (Foto: Domínio Público)

Juro que gostaria de ter notícias melhores sobre Marte. O novo ciclo do planeta nos deixa a contemplar reformas, inovações, invenções, revoltas. Temos conquistas pela frente, rumo à liberdade, à ousadia e a um rompimento com padrões passados. Talvez por isso, muitos considerem Marte desconfortável em Aquário, ou ao menos mais rebelde, mais teimoso e nervoso. Não sei se concordo. Em Aquário, Marte consegue ampliar o olhar e voltar suas armas para benefício de toda a humanidade, não apenas de si mesmo ou de seus companheiros de batalha.

Portanto, para mim, o problema não é Marte estar em Aquário. É excelente para inovarmos e criarmos novos modos de combate. O posicionamento sugere romper com todos os limites, não importa quanto tempo leve e não importa o que esteja em jogo. É para mudar mesmo. Há riscos envolvidos. Signo de modalidade fixa, Aquário pode ser insistente e teimoso, com grande poder de permanência ou de fanatismo. Quando encontra uma meta ou objetivo, Aquário pode ser bem paciente e persistente.

Ao mesmo tempo, é conhecido por ser um signo lógico, mas quando ele fica empolgado demais, aí a lógica voa pro espaço. Um exemplo da teimosia/rebeldia de Marte em Aquário: ele tem um projeto, mas encontra um obstáculo. É como se não tivesse, porque Marte em Aquário não vai ouvir. Ele insiste e insiste, e aí mesmo é que insiste naquilo. Por quê? Pelo simples motivo de que alguém disse não.

E agora as verdadeiras más notícias

Mas não são essas as más notícias de Marte em Aquário. É o contexto que me preocupa. Até ontem, Marte estava em Capricórnio, todo contido e reservado. Em Aquário, ele fica destrambelhado, agindo por impulso. O detalhe é que ele está no meio de uma formação duplamente desafiadora envolvendo Saturno em Capricórnio, Vênus em Escorpião e Urano em Touro. Neste melê, temos três dos quatro signos fixos do Zodíaco de mau humor (Aquário, Touro e Escorpião). É muita teimosia junta.

O pior momento deste Quadrilátero das Bermudas é nesta semana, mas esta influência deve ir até o fim do mês. Estaremos obrigados a ver ataques violentos, muitas reviravoltas surpreendentes nos relacionamentos, tanto pessoais quanto profissionais. O material e dinheiro também vão sofrer. Mas eu diria que deve afetar mais todas as pessoas com posicionamentos nos primeiros graus de signos fixos.

O pior é que Urano está nessa confusão. Esse planeta torna impossível saber mais sobre o que vem por aí, pois é imprevisível. Mas lidar com Urano sempre exige muito jogo de cintura, abertura ao novo, reação rápida e espaço para as pessoas. Não é hora de arrumar brigas. Vamos ter que lidar com pessoas tensas, reprimidas, frustradas e mal-resolvidas. Elas têm os problemas delas, e nada temos com eles. É melhor deixar que elas descarreguem suas frustrações à vontade, mantendo sua integridade interior. O detalhe é que elas serão como um rinoceronte disposto a nos acertar.

O potencial para a violência e a destruição é grande. Nos relacionamentos, as mudanças são muitas: chance de novos amores, ou ao menos novas parcerias e alianças. O mercado estará nervoso com nosso dinheiro. Por isso é importante entender que a raiz da confusão pode vir da teimosia ou da rigidez e que para lidar com isso teremos que ser flexíveis.

Os chineses têm uma fábula sobre um carvalho que se gabava de ser a madeira mais forte da floresta, menosprezando o bambu flexível. Veio uma tempestade e, quando o dia clareou, quem estava de pé? O bambu, que se curvou ao vento e aguentou a intempérie. O carvalho desafiou a tormenta e amanheceu tombado, com suas raízes expostas.

Devemos agir mais como o bambu do que como o carvalho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s