Quero ler mais sobre astrologia

Há algum tempo uma amiga muito querida pediu que eu fizesse no blog uma lista de livros sobre astrologia, tipo “o que você deve ler para saber mais sobre astrologia”. O que ela pedia era indicações: “Quero ler mais sobre astrologia”. Não sei se sou qualificada para isso. Posso apenas dar uma lista de livros que conheço para quem quiser saber mais sobre o assunto. Com estes dias de pausa em grandes atividades astrológicas, estamos mais relaxados e ler pode ser uma boa pedida para esta semana, então vamos tentar falar um pouco sobre livros de astrologia.

astrologiailustra
“A ilustração de Flammarion”, de autor desconhecido, foi publicada em 1888. Esta versão é colorizada

Vejam bem, este post não é para fazer uma lista definitiva, nem uma lista dos melhores livros, nem uma lista de livros básicos. Estes livros também não vão fazer ninguém virar astrólogo. São apenas livros que li, que gosto e acho que as pessoas que se interessam pelo assunto deveriam ler, só isso. Também não são abrangentes de todos os ramos da astrologia. Volto a frisar que nem sou qualificada para fazer recomendações ou indicações. Apenas divido meu pouco conhecimento com os leitores do blog.

Assim como estudantes de Medicina não começam o primeiro ano de curso já com o último volume da famosa “Anatomia Clínica”, de Henry Gray (ou Gray’s Anatomy), não recomendo a quem sabe pouco de Astrologia começar a ler o assunto no Tetrabiblos, de Claudio Ptolomeu, ou na “Astrologia Cristã”, de William Lilly. Mas esses são livros fundamentais sobre o assunto. Um curioso ou estudante de Astrologia muito se beneficia em frequentar sebos e ler uma segunda (ou terceira) língua, porque os títulos em português são poucos, e não têm sido publicados ou reimpressos. Ou seja: os melhores livros em português estão esgotados e os novos títulos sobre astrologia pouco têm atraído as editoras, especializadas ou não.

Uma grata exceção é o livro de Susan Miller, “Planetas e Possibilidades”, que é relativamente recente. Como eu gostaria de ter tido um livro assim para começar a estudar, há tantos anos! Ela tem uma linguagem maravilhosa, e esse livro é um excelente livro de entrada, pois fala sobre signos e planetas sem apelar para o “astrologuês” nem complicar a vida do cidadão. Na mesma linha, tem também o clássico “Seu futuro astrológico”, de Linda Goodman, que durante muito tempo disputou com o casal Derek e Julia Parker ( “O Grande Livro da Astrologia”) o título de autora mais popular de livros de astrologia.

Planetas, asteroides, psicologia

Como o nome já diz, “As doze casas”, de Howard Sasportas, é o melhor livro para se entender as casas do Zodíaco, um estudo importante para quem quer conhecer melhor seu mapa astral e a dinâmica astrológica em funcionamento. É mais profundo, mas não tanto quando “Astrologia da Personalidade”, uma joia de Dane Rudhyar, um grande astrólogo cujas obras pendem para o lado psicológico da Astrologia. Recomendo firmemente o autor. Outro autor que descobri ter muitos livros é Alan Leo, com seus títulos para cada um dos planetas. Sobre asteroides, ninguém melhor do que Demetra George, mas Melanie Reinhard e Barbara Hand Claw são as especialistas em Quíron.

Pela mesma linha vai Liz Greene, cujo livro “Astrologia do Destino” me fez uma apaixonada pelo tema há tantos anos. Também recomendo “Relacionamentos”, um livro que é chave para uma chamada “astrologia junguiana”. Quando ela se uniu ao astrólogo Stephen Arroyo para uma série de palestras sobre Júpiter e Saturno, o livro resultante já nasceu um clássico. Arroyo tem (entre vários outros títulos) “Astrologia, karma e transformação”, “Astrologia, psicologia e os quatro elementos” e “Normas Práticas para a interpretação do mapa astral” entre os meus favoritos. Talvez não seja para iniciantes, mas eu amo de paixão.

Dos autores brasileiros, uma pessoa que respeito muito é Maria Eugênia de Castro, que está na estrada há muito tempo. Ela tem um livro fantástico chamado “Astrologia: uma novidade de 6.000 anos” e outros. Talvez não seja fácil encontrá-lo. Gosto muito também de Márcia Mattos, que todo ano lança um Livro da Lua com previsões diárias. Ela escreveu, com Ciça Bueno, um manual de Astrologia Vocacional chamado “Vocação, Astros e Profissões”, que foi meu guia e recomendo para quem se interessa pelo assunto.

Tem até cúspide!

A julgar pelas estatísticas deste blog, um livro que muitos vão gostar se chama “A linguagem secreta dos aniversários”, de Gary Goldschneider e Joost Elffers. Os autores esmiúçam, em mais de 800 páginas, os perfis de personalidade de acordo com o dia de seu nascimento. Na verdade, o mais correto seria dizer “na semana” do nascimento. Eles têm definições e descrições das cúspides entre signos que se tornaram muito populares.

O mercado tem muitos títulos que prometem mundos e fundos. Alguns, como “O único livro de astrologia que você vai precisar”, de Joanna Martine Woolfolk, provavelmente exageram, mas sempre tem “Astrologia para Leigos”, da série For Dummies; “A bíblia da Astrologia”, de Judy Hall, bem como autores consagrados, como Jan Spiller, Robert Hand, Steve Forrest, Robert Pelletier, entre tantos outros. Isso para não falar de brasileiros, como o professor de astrologia, Carlos Hollanda, que tem livros excelentes.

Temos bons astrólogos também dispensando conhecimentos em blogs e portais de qualidade. Portais que gosto muito e acompanho em português são o Constelar, com a fina flor da Astrologia brasileira, a Central Nacional de Astrologia (CNA) e o Personare, entre outros. Amava o portal Nova Lis, do português António Rosa, já falecido. O Astro.com também tem alguns artigos em português. Cito apenas alguns. Certamente há outros que não citei, que costumo ler e que fazem um trabalho excelente, mas não quero estender muito o post.

Eu poderia citar centenas de obras e recomendar outras centenas, porque tem muito material, mas é bom você saber ler em pelo menos umas duas línguas além de português, para maior escopo. Há bons livros, bons sites e boas escolas de astrologia para quem estiver interessado. Estas são minhas modestas sugestões, e têm muito a ver com meu gosto pessoal. Mas fiquem certos: estou permanentemente lendo (quando não relendo) uns dois ou três livros de astrologia ao mesmo tempo.

Não se faz um astrólogo da noite para o dia, mas sim com muito estudo e seriedade – meu Saturno exige que isso seja dito, eheheheh. Há décadas estudo e não paro de estudar Astrologia, por paixão e por dever de ofício.  Se você tem interesse no tema, tenha ao menos essa certeza: não falta material bom onde estudar. Mas é preciso dedicação, acima de tudo. Queira ou não ser um astrólogo, é preciso enfiar a cara nos livros e consultar os mestres. Com sinceridade de coração e um bom propósito na mente, certamente os astros hão de ajudar, não é mesmo?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s