Esta disputa de poder vai nos melhorar

Este post é, na verdade, uma continuação do texto de ontem sobre o eclipse/Lua Nova em Câncer. A Lua Nova é um alinhamento entre o Sol e a Lua, e ambos continuam fazendo um aspecto tenso em relação a Plutão, o Senhor das Profundezas. É sobre isso que vamos falar neste post de sexta-feira 13.

newcanvas-pxhere
Todos nós poderemos pintar um novo quadro de nós mesmos, um “eu” aperfeiçoado (Foto: PxHere)

Plutão é um planeta intenso e profundo, já sabemos. Mas agora ele está envolvido em uma espécie de impasse ou queda de braço com o Sol de nossa individualidade. Por isso é que essa influência vai nos atingir em cheio, porque ela é, sim, muito pessoal. Não é só isso: envolve poder. Temos pessoas que querem nos impor sua vontade sobre nós – ou nós estaremos fazendo isso com pessoas. Devemos tentar encontrar um equilíbrio neste conflito de poderes pessoais.

A disputa estará mais presente até sábado, mas deve durar mais pois despertará em nós a necessidade de mudarmos no íntimo. Deveremos estar abertos para estas transformações pessoais, que vão atingir e influenciar nosso ego. Na verdade, podemos até passar por algum tipo de lição de humildade. Plutão nos coloca no nosso devido lugar no Universo. Vamos ajudar este processo já controlando a arrogância e restringindo nossas atitudes dominadoras. Ouçamos a razão, não o ego.

Claro que temos a chance de entrar em algum tipo de crise, como apontei no post passado. Plutão é um planeta tão impessoal que ele tanto pode nos fazer agente da crise como alvo da crise. Vou exemplificar: podemos entrar em crise de autoestima ou crise existencial, ou então agir como gatilho para a crise de outra pessoa, talvez em nosso relacionamento. Aliás, os relacionamentos normalmente sofrem quando Plutão decide ser caprichoso. Podemos manipular ou ser vítimas de manipulação, ter ciúmes ou provocar ciúmes. Nossa sombra vem para fora, na forma de vícios, teimosia, suspeita, inveja… É muita coisa ruim. Ficamos sujeitos a crises que podem ser simples, como um aparelho parar de funcionar ou o carro quebrar, até coisas mais complexas como assaltos, violência, desastres naturais.

Se algo nos acontecer, será pessoal, e será justamente nesse momento de grande aflição que devemos nos elevar acima das mesquinharias do ego. Vamos nos abrir a mudanças e entender que os eventos e pessoas tiradas de nós (sim, Plutão corta fora mesmo) têm um recado a nos dar. Obstinação, egoísmo e resistência à transformação só atrairão ainda mais perdas e acidentes. Deveremos nos livrar dos hábitos destrutivos e deixar o novo entrar na nossa vida.

O maior recado de Plutão sempre parece estar associado a poder e controle. Carros quebrados, tempestades e assaltos são eventos fora do nosso controle, e assim aprendemos que não importam os planos – não somos onipotentes para controlarmos os outros ou nosso ambiente. Isso machuca o nosso ego, mas repito: estas perdas vêm com grande potencial de aprendizado se (e é um grande se) estivermos abertos a mudanças. Mesmo que estas mudanças nos sejam impostas.

Com a evolução, podemos pintar um novo quadro de nós mesmos

As transformações sugeridas por Plutão sempre têm o objetivo de nos melhorar. É um renascimento, e se buscarmos renascer por nossa própria vontade, não sofreremos tanto com este crescimento. O planeta regente de Escorpião tem grande interesse em transformar nossa alma, para sermos criaturas mais evoluídas e sentirmos satisfação na nossa própria evolução. Plutão está especialmente pronto para fazer isso porque ele está andando para trás. Sim, Plutão retrógrado (Rx) é um presente.

Quando Plutão retrocede, é hora de refletirmos muito sobre poder e controle em nossa vida. Se temos na nossa vida pessoas que nos controlam e nos manipulam, esta é a hora de nos libertarmos delas. Mas se o controlador está dentro de nós, então nós é que temos que largar este hábito terrível. Não é hora de fazermos exercícios de poder, mas de eliminarmos a necessidade de controlar tudo e todos a nosso redor.

Caso notemos algum padrão de repetição nos eventos que vivemos ou no tipo de pessoas que encontramos, temos um recado cósmico. É o Universo nos apontando que vícios de controle, compulsão ou preconceitos devemos eliminar. Plutão é o rei da faxina, do corte e da poda. Destruir tudo que exerce controle sobre nós não só nos liberta o ego, mas também aumenta nosso poder espiritual de sermos completamente livres para sermos nós mesmos.

Plutão Rx é a época ideal para abordarmos estes problemas de maneira direta e até agressiva, porque Plutão não foge à luta. Lembremo-nos que Plutão tem uma espécie de primo-irmão chamado Marte. Ambos trabalham com nossas profundas reservas de energia para liberar nosso guerreiro interior e munir a nós mesmos de confiança para brigar por nossos direitos, em caso de abuso ou manipulação. É deles que puxamos forças para vencermos vícios, adversidades e doenças.

Determinação, força de vontade, espírito de luta e poder da mente são os ingredientes de histórias de superação, essas que a mídia tanto gosta. Todos nós podemos pintar um quadro novo de nós mesmos e escrever nossas próprias histórias de superação, transformando crises pessoais em histórias de sucesso. Nestes momentos, os milagres são possíveis e necessários. Façamos o nosso milagre, sabendo que temos um Grande Trígono em Terra capaz de concretizar isso tudo.

É a hora, gente!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s